The Met Unframed é uma nova exposição interativa

por | jan 29, 2021 | museus e galerias, Notícias | 0 Comentários

O Metropolitan Museum of Art (MET) acaba de lançar uma nova exposição de arte virtual interativa em parceria com a Verizon, apresentando versões em realidade aumentada de algumas das obras-primas mais icônicas já exibidas no museu.

No total, The Met Unframed apresenta uma dúzia de galerias exclusivas renderizadas digitalmente e quase 50 obras de arte de toda a coleção do museu. “Numa época em que o acesso a uma das maiores coleções de arte do mundo é limitado, essa experiência traz uma experiência do Met com criatividade reinventada para as pessoas onde quer que estejam”, informa o comunicado para a imprensa.

Os visitantes “serão primeiro tratados com uma representação intrincadamente detalhada do famoso Grande Salão do Met e, em seguida, poderão prosseguir para admirar obras que incluem Ritmo de outono de Jackson Pollock, Vaso de flores de Margareta Haverman, Campo de trigo com ciprestes de Vincent Van Gogh e Auto-retrato de Rembrandt van Rijn, entre outros. Nossa missão desde a fundação do Met há 150 anos é conectar as pessoas à arte e às ideias outro – algo que descobrimos ser mais poderoso do que nunca nestes últimos meses de isolamento e incerteza”, disse Max Hollein, o diretor do museu.

A experiência será gratuita durante cinco semanas e para mais informações acesse: themetunframed.com.


Fonte: <“https://www.timeout.com/newyork/news/see-augmented-reality-versions-of-met-masterpieces-at-this-new-interactive-exhibit-012521“> | Acesso em: 2021-01-25 14:59:12.

Autor

Luiz Carlos Pantoja Filho

Publicações Recentes

Publicações

Estrelas se unem para salvar o clube de jazz Birdland

Infelizmente, assim como tantos outros estabelecimentos, a pandemia de coronavírus (COVID-19) também afetou os clubes de jazz de Nova Iorque e muitos tiveram que fechar as suas portas como é o caso do Jazz Standard (East Side) que fechou definitivamente em dezembro e agora, todos os amantes da música estão preocupados que Birdland também tenha que seguir o mesmo caminho.

ler mais
1Shares